SUPERSTIÇÃO

Essa palavra derivada do latim “superstitione” que segundo o dicionário significa resumidamente temor religioso baseado na ignorância, crendice ou crença em presságios de fatos fortuitos.

Tivemos já duas sextas-feiras 13 e ainda teremos outra em Novembro, pura coincidência em nosso calendário e é fato que o receio ao número 13 advém de lendas nórdicas, impondo um significado de má sorte a esse número e que infelizmente foi importado a nossa cultura popular como mais uma crendice.

Nosso país, devido a miscigenação de raças, torna-se um campo fértil para as mais variadas superstições ainda mais com o sincretismo religioso fomentando tudo.

Crendices e superstições a parte, muitas vezes pertubações comportamentais são confundidas com manias, crenças ou superstições, o Transtorno Obsessivo-compulsivo é a mais comum.

Bater três vezes na madeira, é uma mania de superstição, a pessoa sente necessidade de fazer isso ou ainda que saem com amuletos, precisam sair pela mesma porta que entrou pois se contrariarem a ordem dessas atitudes algo grave pode acontecer, isso entre outras manias são sintomas de TOC (Transtorno Obsessivo-compulsivo), mania de colecionar, de limpeza, fazer contas entre outras, são hábitos que se confundem na rotina muitas vezes que a pessoa é compelida a fazer, de forma compulsiva e repetidamente esses rituais.

Esses comportamentos florecem em pessoas com alto grau de sentimento de culpa, geralmente não admitem isso ou tem conhecimento de tal fato, tem convívio social prejudicado, são muitas vezes retraídas e muito sensíveis, isso de um modo geral pois o diagnóstico efetivo envolve mais sintomatologia e outros fatores  importantes.

Todos temos pequenos rituais diários, muitos fazemos automaticamente sem percebemos outros cumprimos quando há possibilidade mas se não podemos cumprir naquele momento ou no dia, não nos fará mal algum cumpri-lo depois, agora, quando torna-se algo obrigatório ou temeroso de alguma coisa errada irá acontecer caso não faça seu ritual, aí sim pode ser um sintoma do TOC, que necessita ser avaliado com um profissional em Psicanálise e também com Psiquiatra.




Não tenha receios, tenha seus rituais mas quando perceber ou ser avisada por outros que seu ou seus rituais ou manias estão exageradas, procure ajuda e quanto ao número 13, em muitas culturas é considerado um número de sorte, o azar depende muito do ponto de vista de cada um, devido a mídia excessiva em volta do mitico 13 temos a tendência em supervalorizar os acontecimentos tidos como negativos esquecendo-nos dos outros positivos.

Para finalizar, particularmente eu gosto muito dos felinos pretos.