Depressão: o que é isso?

A depressão é um mal, uma doença, que afeta o humor da pessoa, deixando-a durante boa parte do dia e quase todos os dias com uma sensação de tristeza e incompetência, perde o interesse pelas atividades que costumava apreciar, tem cansaço crônico, ou seja, sensação de sono e cansaço constantes sem ter feito nada que justifique entre outros sintomas.

Infelizmente é um distúrbio bastante comum nos dias de hoje e que pode afetar qualquer pessoa. Ao contrário do que muitos pensam, a depressão não é sinônimo de fraqueza ou fracasso, e também não é apenas um sentimento de tristeza. Muitas pessoas se sentem tristes e dizem estar deprimidas, popularmente dizem estar "deprê" porém, a depressão é uma tristeza mais intensa e permanente, mais do que a tristeza passageira a qual todos estamos sujeitos que é a sensação passageira de melancolia.




Alguns exemplos de fatores que podem desencadear a depressão:



- Estresse e estilo de vida: trabalhar em demasia sem horários para descanso ou lazer

- Histórico familiar: familiares que tiveram comprovadamente depressão

- Uso de drogas: álcool e alguns medicamentos
                         
- Determinados acontecimentos tais como: doenças, morte, acidentes, separações conjugais

Alguns dos principais sintomas:

- Tristeza profunda, muitas vezes sem motivo algum

- Desesperança, sensação de incompetência, sente-se incapaz de fazer uma atividade que realizava com facilidade e prazer

- Perda de interesse na vida e nas atividades que costumava realizar (perda de prazer)

- Cansaço crônico sem causa

- Dificuldade para se concentrar

- Variação no apetite que pode ser o excesso ou a falta

- Sono excessivo ou insônia

- Agressividade, irritabilidade ou passividade (prostração)

- Ostracismo, vontade de não se socializar, de não sair ou ter contato com pessoas

- Descuido com a aparência e a higiene pessoal até a falta dela - Ideação suicida desde a idealização até a tentativa em casos mais graves

A depressão é uma doença curável se tratada adequadamente, em muitos casos pode ser acompanhada apenas por um Psicanalista e em outros mais graves onde há a ideação ou tentativas de suicídio, sintomas psicóticos, entre outros, é necessário um tratamento conjunto com um psiquiatra, o qual receitará medicamentos.

A ida ao Psiquiatra não se retira a importância do acompanhamento de um Psicanalista, pois o remédio por si só não cura, apenas ameniza os sintomas. É preciso investigar as causas e para isto, as sessões de psicoterapia são essenciais.

A depressão é como a ilustração desse texto, a pessoa "vê" tudo cinza e seus atos são subestimados por si, tem perda do prazer das pequenas coisas até pela vida. Procure um profissional Psicanalista e também praticar atividades físicas e caminhar ao ar livre ajudam muito no tratamento além de convivo social saudável.

Vamos conversar sobre? Agende seu melhor momento ou esclareça suas questões: (11) 985 222 560 Marcelo M. Psicanalista