Seu Brilho Irrita Aqueles Que Vivem Na Escuridão

Querer compartilhar o brilho de seu coração pode incomodar quem vive infeliz, é uma pena, na verdade, que querer alguém para ser feliz com a sua felicidade possa acabar desligando o seu brilho.

Mas, você precisa saber que nesta vida há aqueles que são essencialmente luz e iluminam sem cegar e aqueles que cegam com toxicidade. Essas últimas pessoas são, além disso, o símbolo daquilo que nos subjuga e nos entorpece quando buscamos mais apoio.


Esse tipo de pessoa, lembre-se, não precisa de você em sua vida e isso também não beneficia você. Especialmente porque os amigos se aquecem quando há pesar, mas também sabem comemorar quando há metas e motivos.
Como Carl Gustav Jung disse:"a solidão não vem de não ter ninguém ao nosso lado. Esse sentimento é experimentado principalmente quando temos alguém conosco que desliga nossas forças, que nos ofusca com sua atitude." 


Pessoas Tóxicas 

O brilho e a escuridão são parte da natureza, então os dois tipos de pessoas que identificam as duas coisas coexistem, comunicam e às vezes se contaminam. Esta é precisamente a razão pela qual é fácil encontrar pessoas que vivem na escuridão e incomodá-las pelo brilho que vem da luz que você emite.

Não é que seu brilho seja desagradável, é que algumas pessoas precisam roubá-lo para se sentirem melhor porque em suas almas existe o mal e em suas veias inveja, muita inveja. 

Você conhece aqueles cogumelos que parecem ótimos, mas não são comestíveis? Pois acontece a mesma coisa que com eles: eles se aproximam de você fazendo você acreditar que eles estarão lá e no momento da verdade eles envenenam. 

Se você pensar sobre isso, alguém que não está feliz com suas conquistas, não está amando você e isso é o mais importante. 

Assim, estudos como o realizado pelo Dr. Carl Sellinger, da Universidade do Texas, apontam que essas presenças tóxicas são pessoas difíceis. Perfis que pouco a pouco usam seu poder sobre nós para tirar a autoestima, nossas forças e motivações para ficar sob o controle deles.

Ser Feliz Eis A Questão! 

Nós amamos compartilhar boas notícias com pessoas que conhecemos. 

Gostamos de dividir nossas emoções positivas, conquistas e metas com quem é significativo para nós. E fazemos isso através de redes sociais, por telefone, por e-mail, com músicas ou de mil maneiras que nos vêm à mente. 

É por isso que não entendemos a insatisfação de alguns gestos que desaprovam que somos assim, pois esperamos um sorriso em retorno, um abraço, um “é fantástico, parabéns”. 

Isso nunca aconteceu com você? Nesses momentos, o brilho que trazemos torna-se invisível e a emoção decai quando não se encontra uma resposta confortável. 


Além disso, quando isso é repetido muitas vezes, concluímos que a felicidade é contagiosa, mas apenas para aqueles que se deixam infectar: ​​às vezes acontece que a sua paz interior causa desconforto nos outros e isso não tem nada a ver com você, mas sim com gestão das emoções da outra pessoa. 

Continue brilhando com sua luz pessoal e não permita que uma escuridão que não seja sua invada seu espírito.

VIVER! Por Sócrates

Sócrates, foi um grande Filósofo grego, nascido na cidade Alópece, em 469 a.C. e falecido em Atenas em 399 a.C., Filósofo ateniense do período clássico da Grécia Antiga. Conhecido como um dos fundadores da filosofia ocidental, é até hoje uma figura enigmática, conhecida principalmente através dos relatos em obras de escritores que viveram mais tarde, especialmente dois de seus alunos, Platão e Xenofonte, bem como pelas peças teatrais de seu contemporâneo Aristófanes. Muitos defendem que os diálogos de Platão seriam o relato mais abrangente de Sócrates a ter perdurado da Antiguidade aos dias de hoje.

Ele mudou a história da Filosofia, deu a ela um inédito caráter prático, moral e ético. Com ele a filosofia se transformou como que num manual para tornar melhor a vida de todos nós. Para nos ajudar a enfrentar as adversidades e nos aprimorarmos interiormente.

Sócrates é formidável em suas reflexões sobre vários dilemas da vida e neste texto é sobre a presunção. Sabe aqueles momentos que você está se achando o rei do universo e olha para o espelho com admiração apaixonadamente sobre o que vê, quando você começa a acreditar que é uma prova viva da existência de Deus, pois bem, é tempo de entender o que Sócrates diz sobre.

“Tudo o que sei é que nada sei”. Esta frase pronunciada por Sócrates no auge de sua vida, é uma reflexão sobre a arrogância da história da humanidade e foi proferida aos seus admiradores como Platão e Xenofontes.

Nenhum outro pensador se igualou a ele, mas Sócrates jamais escreveu um único livro. Suas ideias e atitudes foram transmitidas à humanidade sobretudo pelas obras de seu discípulo Platão, Sócrates é o personagem principal dos textos de Platão.


VIDA SIMPLES


Sócrates reuni um número extraordinário de virtudes, possuía uma vida simples, dizia: “Quanto menos desejos você tem, mais perto está dos deuses”. Sêneca, o estóico romano, diz em seus escritos que Sócrates não se deixava perturbar pelos bens materiais, procurara desfrutar deles se os tinha e abstinha-se deles sem sofrimento se os perdia.

Um homem corajoso na vida e na morte, que combateu em algumas guerras de Atenas, a cidade que o fez ser o gigante e depois o matou. Recebeu condecoração por bravura. Há registros de resistência invulgar em seus dias de guerreiro: andava de pés descalços e sem casaco sob temperaturas baixíssimas.

 “Case-se” recomendava ele a todos. Possuía um além do mais senso de humor. “Ou você encontra uma boa mulher e vira um homem feliz ou acha uma megera e se transforma num filósofo”. Xantipa, sua mulher, era reconhecidamente insuportável e mesmo assim tiveram três filhos.

Atenas era uma cidade em pleno esplendor na era de Sócrates, a Guerra do Peloponeso, quando Atenas foi derrotada por Esparta, selou a sorte de Sócrates. Atordoada, humilhada, a cidade procurou culpados por sua derrocada.

EXEMPLO PARA A POSTERIORIDADE

Acusado de corromper a juventude com suas ideias, Sócrates foi condenado a tomar cicuta por um tribunal ateniense. Seus discípulos armaram uma fuga, mas se recusou. Caso agisse como um covarde, então seu exemplo não teria valor para a posteridade, seria um exemplo totalmente distinto do que ele era de fato. Para ser Sócrates ele sabia que tinha que pegar o copo que seu carrasco lhe passaria e tragar seu conteúdo com gloriosa tranquilidade.



Sua morte está registrada num clássico da literatura universal: Fedon, de Platão. No momento da execução do suicídio imposto ele consolou os discípulos, que estavam todos devastados. Lembrou a um deles que tinha uma dívida que devia ser paga. Pediu instruções ao homem incumbido de dar-lhe veneno, para evitar problemas na execução.


Pronunciou, prestes a tomar a cicuta, palavras que o jovem Platão tornaria eternas: “Chegou a hora de partir, vocês para a vida, eu para a morte. Qual dos dois destinos é melhor, só os deuses sabem”.

Como Identificar os Sinais de Risco de Suicídio no Cotidiano e nas Redes Sociais

Setembro Amarelo se foi e infelizmente muitas vidas também, com suicídios de pessoas que estavam decididas a dar fim a sua existência por inúmeros motivos. Este texto é parte da matéria de mesmo titulo publicado em setembro de 2019, pela BBC Brasil, excelente texto explicativo sobre os indicativos de suicidio, importante leitura.

"Na maioria das vezes, a gente não está muito atento ao que está acontecendo ao nosso redor. Mas todo mundo tem a capacidade de observar", diz Adriana Rizzo, voluntária do CVV Centro de Valorização da Vida, que oferece apoio emocional e prevenção do suicídio.

No caso, observar sinais de pessoas que possam estar pensando em tirar a própria vida. De acordo com a Organização Mundial de Saúde , a OMS, ocorrem aproximadamente 800 mil mortes por suicídio todos os anos e essa é a segunda maior causa de morte entre jovens de 15 a 29 anos, atrás apenas de acidentes de trânsito.

Os sintomas indicativos nem sempre são visíveis, muitas vezes são silenciosos, mas há alguns sinais para os quais podemos prestar atenção.

Listamos os sinais que podem indicar se alguém está cogitando suicídio, são um conjunto de fatores, segundo Adriana Rizzo voluntária do CVV:

Sintomas Verbais

Quando a pessoa diz, por exemplo, "quero me matar, quero morrer, vou cometer suicídio". Muitas vezes não se dá atenção para isso, pois se crê que a pessoa não está falando a verdade ou que quem fala não faz.

Quando diz "estou muito cansada, não quero continuar". É algo que, isoladamente, não recebe muita atenção das pessoas. Mas junto com outros sintomas, tem de ser visto com um olhar mais diferenciado, explica.

Sinais Comportamentais

Isolamento: o individuo deixa de ir à escola, falta a compromissos sociais ou ao trabalho com regularidade, muitas vezes sem motivo aparente.

Desinteresse: repentinamente, a pessoa deixa de fazer as atividades de que gosta.

Alimentação: come mais ou come menos que o usual, com isso perde ou ganha peso em excesso

Mudança no sono: tem insônia, sem sono durante a noite ou sono muito curto ou perturbado. Se dorme demais, a hipersonia, ou seja, tem sono durante o dia ou dorme demais durante a noite.

Agressividade: jovens ou mesmo crianças, às vezes a depressão é confundida com agressividade e timidez excessiva.

"Sintomas de depressão associados a sinais verbais pode mostrar que pessoa está em risco", diz Karen Scavacini, psicóloga especialista em suicídio, "mas tudo depende de muita coisa. Às vezes a pessoa está com risco baixo de suicídio e tem um desencadeante forte, como ser mandada embora do emprego, perder alguém importante. Pode ser a gota d'água. Esses períodos de estresse demandam maior atenção", afirma.

O CVV oferece apoio emocional e prevenção do suicídio durante 24 horas por meio de chats online, ligações ou mesmo e-mail. Não é necessário se identificar e a pessoa pode ligar quantas vezes quiser.

Os voluntários se dispõem a atendimentos durante 4 horas por semana, ficando à disposição para atendimentos virtuais, pelas redes sociais ou chat e por telefone, no Centro de Valor
ização da Vida.

Redes Sociais Exigem Atenção Também!

Para Scavacini, é preciso monitorar as "mudanças na forma de uso" das redes. "Quando a pessoa começar a usar mais as redes, ficando mais isolada", por exemplo, ou quando ela começa a "seguir páginas com conteúdo que tenham mais relação com depressão ou questões ligadas à morte" - esses são possíveis sintomas de depressão ou tendência de suicídio.

"Muita gente vai fazer essa comunicação nas redes. O difícil é conseguir entender até que ponto é um pedido de ajuda ou uma comunicação de que vai fazer alguma coisa naquele momento."

As pessoas se expressam de maneira diferente em redes diferentes - com menos sinceridade em posts do Facebook, por exemplo, e mais abertura em comentários de vídeos no YouTube, que não aparecem para as redes de contato -, e plataformas também têm tomado medidas para monitorar o conteúdo.

Usuários que identificarem conteúdo impróprio, como vídeos ou mensagens incitando o suicídio ou mensagens de pessoas que pareçam inclinadas a tentar isso, também podem agir, usando canais de denúncias das plataformas (no Facebook, clicando nos três pontinhos no canto superior direito da publicação; no YouTube, nos três pontinhos localizados no canto inferior direito de cada vídeo; no Twitter, na lateral direita superior do tuíte; no Instagram, nos três pontinhos do lado superior direito).

O Facebook, por exemplo, envia uma mensagem dizendo "Um de seus amigos está preocupado com você", oferecendo opções de ajuda ao usuário.

Pela TV, a Netflix, exibe a série 13 Reasons Why que aborda o tema.

Identifiquei os sinais, e agora, o que faço?

Caso desconfie que alguém próximo está pensando em suicídio, não fique parado, tome uma atitude, sendo a primeira atitude inicando uma conversa com a pessoa. Aborde com uma "postura acolhedora", diz Scavacini.

É preciso "segurar o julgamento" e começar uma conversa dizendo, por exemplo: "Estou preocupado com você, percebi que você está assim [diga como]. Está acontecendo alguma coisa? Estou aqui para te ajudar" ou então: "Como você está se sentindo hoje?"

Escute. Depois que perguntar como ela está, o importante é deixar a pessoa falar. "Muitas vezes, a pessoa colocar em palavras o que ela está sentindo pode ser relevante. Ela pode sentir que é importante para alguém, e isso pode lhe dar um bom apoio", afirma a psicóloga.

Escolha um lugar calmo e converse com tempo, dando total atenção à pessoa e ao que ela tem para falar. Ela pode demorar um pouco para se abrir, então seja paciente.

Na conversa, é importante perguntar se a pessoa está pensando em fazer alguma coisa com ela mesma.

"Se ela disser que sim, você deve tentar conectá-la a um serviço de saúde mental. Pode se oferecer para ir junto, garantindo que ela receba algum tipo de ajuda e checando depois se ela realmente chegou a ir e se conseguiu a ajuda de que precisva. A pessoa com sofrimento emocional intenso precisa ser guiada", afirma Scavacini.

Ela destaca que há vários caminhos: faculdades, clínicas, escolas, CAPS Centro de Atenção Psicossocial.

Se a pessoa disser que não está pensando em fazer algo, você deve se colocar à disposição para conversar com ela. Dizer: "Estou preocupado, estou aqui para o que você precisar", continuar oferecendo ajuda e, de tempos em tempos, voltar a ter essa conversa. "Já se for um jovem e você for pai ou mãe, você vai tentar conversar mais vezes, marcar uma consulta para o jovem", diz Scavacini.

Se o adulto disser que está pensando em se matar e disser concretamente que tem uma arma em casa ou que já pensou a maneira como vai fazer isso, é recomendável procurar a família e procurar a orientação de profissionais da saúde mental.

Cada caso é diferente de outro e caso os sinais sejam identificados, o importante é agir.

Onde buscar ajuda?

Nas unidades de Pronto Atendimento ou Hospitais procure pelo serviço de Psiquiatria ou mesmo converse com o Clínico Geral de plantão expondo o caso. 

CAPS e Unidades Básicas de Saúde - saúde da família, postos e centros de saúde
UPA 24h Unidade de Pronto Atendimento 24 horas
Samu 192 Serviço de Atendimento Médico de Urgência 24 horas
CVV Centro de Valorização da Vida - oferece apoio emocional e prevenção do suicídio ligue para telefone 188, ligação gratuita a partir de qualquer linha telefônica fixa ou celular, acesse o site www.cvv.org.br, o CVV realiza atendimentos via Chat, Redes Sociais, Skype ou E-mail

Procure ajuda profissional, consulte um Psicanalista. Em qualquer sinal descritos procure ajuda ou ajude a pessoa orientando-a.

Estoicismo


Quando falamos sobre Filosofia logo nos vem à mente a leitura de livros longos e maçantes, repletos de sermões chatos e nada práticos... mas isso está completamente longe da realidade, acredite.

Filosofar é o ato de solucionar problemas tanto no plano mental como no físico segundo Henry David Thoreau (1817-1862) e em termos de aplicabilidade o estoicismo supera outras correntes filosóficas.

Há séculos foi utilizado por homens e mulheres para poder alcançar o sucesso em suas metas e encontrar soluções para suas questões. Sêneca, um dos mais proeminentes estóicos, pregava que a filosofia nos ensina a agir, não a falar.

Popularizado em Roma com sua origem na Grécia

O Estoicismo é uma filosofia helenística e com origem em Atenas, onde áquela época era um importante Estado dentro de onde hoje se encontra a Grécia, criado por Zenão de Cítio, tendo Roma como sua maior florescência através de grandes praticantes Epictetus, Cato, Sêneca e Marco Aurélio(Marcus Aurelius).

A Filosofia Estóica afirma que as virtudes devem ser baseadas nos comportamentos ao invés das palavras, ou seja, aja de acordo com o que você acredita e mostre que você é uma pessoa de virtudes; e que nós não controlamos e não podemos depender dos eventos externos, devemos depender apenas de nós e das nossas escolhas.

A sua prática está em alguns ensinamentos centrais que tem dentre seus objetivos lembrar-nos que o mundo é imprevisível, ou seja, tudo está bem hoje, ok, mas amanhã tudo pode acontecer.

O estoicismo também nos lembra de quão breve o nosso tempo é, nossa vida, e, portanto, devemos vivê-la da melhor forma possível, ser firmes, fortes e estarmos no controle de nós mesmos. Devemos controlar nossos impulsos e confiar na lógica e na nossa capacidade de raciocinar. 

Composto de ensinamentos simples para ajudar a superar as emoções destrutivas e agir naquilo em que se pode agir.

Estoicismo = Ação

Por ser uma Filosofia aplicável, foi praticada ao longo de centenas de anos pelas mais variadas personagens da humanidade, entre eles Reis, senadores, imperadores, escravos, mercadores, pessoas comuns, escravos de empresas internacionais, políticos, seu vizinho, não existe uma linha que pode separar quem pode ou não se beneficiar das práticas estóicas.


Começando a praticar

Os Estóicos sempre vão valorizar a ação em detrimento das palavras. Como você age mostra quem você realmente é. Portanto, não é de se espantar que o estoicismo tenha exercícios práticos para alcançar a eustatheia, a tranquilidade e a euthymia, que significa crença em si.

Para começar a o entendimento da Filosofia Estóica, aqui vão três exercícios fáceis:


1 - Reflexão matinal

Uma das práticas mais difundidas pelos estóicos é a reflexão matinal. Um dos melhores exemplos desse exercício é Meditações, por Marco Aurélio, o livro tinha como público apenas uma única pessoa: ele mesmo. Marco Aurélio, como bom estóico, escrevia diariamente para encontrar clareza e viver em paz, só não é de conhecimento público se ele realizava isso pela manhã mesmo. 

Ao acordar, agradeça por que você acordou e tem um novo dia com oportunidades pela frente. Muitas pessoas não têm esse luxo.

Depois, sente-se com seu jornal ou aquele livro que está lendo, veja algumas páginas e  em seguida reflita sobre o dia. Não se trata de planejar o que fazer, se trata de pensar sobre como você irá viver o dia.

Como você lidará com seus vícios e virtudes? Que conceito filosófico você irá aplicar e/ou que habilidade você irá praticar? Pense em como incorporá-los ao seu dia.

Reflita sobre os possíveis problemas que você pode encontrar pela frente e como irá reagir a eles. Por exemplo, é muito provável que você fique presa ou preso em um engarrafamento, você vai se irritar e xingar ou você vai aceitar que aconteceu, manter a sua cabeça no lugar e ouvir um podcast ou audiobook? Reflita!

Por fim, lembre-se que você controla apenas a sua mente, seus pensamentos e suas escolhas, todo o resto é incontrolável. A única coisa que você pode fazer é decidir como vai perceber os eventos que acontecem.

Não é melhor percebê-los mantendo a calma e a tranquilidade do que gritando e arrancando os cabelos?

2 - Olhe de cima

Os Estóicos lembram constantemente que a vida é efêmera e que tudo tem um fim. Nós somos pequenos, nossos problemas são apenas relativamente importantes mesmo que os encaremos como sendo a coisa mais importante.

Isso pode parecer um pensamento muito pessimista, quem gostaria de pensar que não tem tanta importância? Mas o objetivo é simples: nos lembrar que a única coisa que importa é o agora. Como fazer a melhor escolha agora para viver uma vida serena, para sermos a melhor pessoa que pudermos ser agora, para fazermos a coisa certa agora. 

Marco Aurélio disse que só precisamos de três coisas: 1. certeza de julgamento no momento presente, 2. ação para o bem comum no momento presente e 3. uma atitude de gratidão no momento presente em relação a tudo que aparecer no nosso caminho.

O que importa é apenas o que você pode fazer agora!

Esse exercício é muito pessoal, mas algumas diretrizes:

- Imagine-se acima das nuvens ou no meio do espaço e progressivamente vá se aproximando da terra, de onde você se encontra agora. Compare seu tamanho a todo o resto que existe — nós somos pequenos, nossos problemas são pequenos.

- Você também pode se imaginar em épocas passadas, no meio de guerras, na Europa da Peste Negra ou imaginar o tempo congelado enquanto você anda pelas ruas. Não existe limites para como esse exercício pode ser feito.

3 - Visualização negativa

Este pode parecer pessimista, a ideia por trás dele não é fazer se deprimir, mas fazer perceber o quanto você possui e como sua vida é repleta de coisas que não valoriza porque as têm como garantidas, isso se chama adaptação hedônica.

A premissa do exercício é simples: imagine que apenas coisas ruins aconteceram. Qual o nível de catástrofe que pode imaginar? Vai depender da sua imaginação.

Você pode imaginar que perdeu tudo, que seu carro quebrou no meio de uma viagem interestadual, que o seu País entrou em guerra, que algum familiar seu faleceu, que você perdeu todo o seu dinheiro, que o mundo entrou em colapso e agora você vive em um território que lembra Mad Max.

Você também pode imaginar uma situação futura que pode dar completamente errado: uma reunião com um cliente, uma palestra, uma viagem e as possíveis consequências.

Agora lembre que isso não aconteceu. Sua vida não chegou a esse ponto e você possui muitas coisas que outros não têm. Reconheça quanta sorte você tem e comece a valorizar novamente.

Os Estóicos pensam em como podem se tornar melhores a cada dia, como superar os problemas e como transformar esses problemas em oportunidades.

Conjunto de Teorias??

O estoicismo não é um conjunto de teorias sobre como o mundo funciona ou deixa de funcionar, é um conjunto de reflexões, dicas e práticas para viver melhor.

Caso queira saber mais sobre o Estoicismo, recomendo estes livros:
  • Meditações, Marco Aurélio
  • Sobre a brevidade da vida, Sêneca
  • Sobre a tranquilidade da alma, Sêneca
  • Fragmentos, Heráclito
  • Filosofia como maneira de viver, Pierre Hadot