Postagens

Críticas

Imagem
Algumas vezes pego um livrinho que tenho, fica na minha mesa no home office, no canto destinado, um livro, pequeno, que deve ter seus 25 anos para mais, "Minutos de Sabedoria" , de C. Torres Pastorino, contém frases muito interessantes para reflexão cotidiana sobre a vida e atitudes. E li uma sobre a calúnia, na página 80, mas podemos levar como a crítica, aquela perniciosa, arruinadora e nada construtiva. Na reflexão de Pastorino diz que devemos manter a calma perante esses desafios, que devemos refletir e que as causas devem nos ajudar a continuar nosso caminho, ressignificado, depois de ouvir e refletir sobre as lições que podem ser retiradas do episódio, assim deveríamos agir perante as críticas. Daí pensei no tema critica resolvi escrever um pouco e elaborar mais a questão. Devemos ouvir e vamos ouvir críticas, mas escutar de fato e elaborar a mensagem adequadamente, poucos fazem, na maioria das vezes as criticas são ditas como agressão e com intuito de atacar ou denegri

Seu Brilho Irrita

Imagem
Seu brilho irrita aqueles que vivem na escuridão. Querer compartilhar o brilho de seu coração pode incomodar quem vive infeliz. É uma pena, querer alguém, para se relacionar afetivamente, para ser feliz com a sua felicidade  e isso pode ofuscar completamente seu brilho. Mas, você precisa saber que nesta vida há aqueles que são essencialmente luz e iluminam sem cegar e aqueles que cegam com toxicidade. Essas últimas pessoas são, além disso, o símbolo daquilo que nos subjuga e nos entorpece quando buscamos mais apoio. Esse tipo de pessoa, lembre-se, não precisa de você em sua vida e isso também não beneficia você. Especialmente porque os amigos se aquecem quando há pesar, mas também sabem comemorar quando suas metas se tornam realidade e outros bons motivos. Como Carl Gustav Jung disse: "a solidão não vem de não ter ninguém ao nosso lado. Esse sentimento é experimentado principalmente quando temos alguém conosco que desliga nossas forças, que nos ofusca com sua atitude."

Mantra e Psicanálise

Imagem
Os mantras são entoados como orações repetidas, no Budismo Tibetano Mahayana usa mantras em tibetano, o Zen-budismo do Japão os usa em japonês. De acordo com o Tantrismo , cada coisa, seja qual for sua constituição, nada mais é que uma concentração de energia, uma vibração. Toda vibração de um objeto produz uma modificação, que poderá ou não ser apreendida pelo homem. Nos hinos do Rig-Veda , os Mantras eram apresentados como instrumentos etéreos para o homem atingir a integração da consciência humana com a consciência cósmica. Segundo os Rishis (sábios), os Mantras impregnam o éter supremo e imperecível, onde os deuses estão presentes. A linguagem humana, nascida da utilização da voz, é a manifestação, no físico, de uma tensão psicológica gerada num plano mais sutil: o mental. Portanto, falar gera a libertação de tensões e existem duas maneiras de falar: a mecânica, na qual a linguagem nada mais é do que o resultado de um processo “digestivo” mental onde as palavras são apenas con

Ansiedade é Deixar de Viver o Presente

Imagem
Não há lugar para sabedoria onde não há paciência.  Santo Agostinho Temos 24 horas de oportunidades por dia e 365 deles em que dividimos com nosso trabalho, cuidados com a casa, seu bem estar, descanso entre outras atividades e muitas pessoas, quando questionadas se este tempo é suficiente, plenamente respondem que não, não conseguem resolver suas tarefas nesse tempo. E porque? Em sua maioria, senão totalidade, essas pessoas pensam excessivamente no futuro, seja próximo ou de longo prazo.  Sendo assim se perde tempo demais pensando no futuro que ainda não existe, mas que deseja ser do modo que pensa e que na realidade é uma perda de oportunidade de viver o momento presente, pois se vive apenas em expectativas sobre o futuro que ainda não existe e provavelmente não será como pensado. Mas como mudar isso para viver o momento presente? Primeiramente criar foco, respire fundo e admita que está ansiosa ou ansioso, que necessita de ter foco e metas, mas é necessário viver o presente.  Caso n